sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Risoto milanês e salmão marinado grelhado

Bateu uma vontade de fazer alguns clássicos da gastronomia.
Começando pela brasileira, quando fiz um pudim de leite condensado.
Ou pela francesa/belga com a Carbonnade Flamande.
Agora é a vez da italiana, com esse risoto milanês, que por si só é um prato completo. Que eu servi com um salmão marinado grelhado, receita mais embaixo.

Que me perdoem os puristas, mas não usei o açafrão original. Usei o nosso açafrão-da-terra, a nossa cúrcuma, muito mais barata e igualmente colorida, amarelo-dourado. Quanto ao gosto, não poderei opinar, confesso que nunca cozinhei com o verdadeiro açafrão (a especiaria mais cara do mundo, feito com os pistilos de uma flor, ver aqui mais detalhes).

Enfim...o risoto milanês clássico pede um bom arroz para risotos, queijo parmesão e açafrão (que eu substitui pela cúrcuma). Algumas versões desse prato pedem igualmente o tutano do boi (medula óssea), encontrada no corte bovino chamado ossobuco, como é chamado o nosso chambaril, como gordura para refogar o arroz, ao invés do azeite. Mas a maioria das receitas atuais usa azeite mesmo, e foi o que eu fiz.


Para 4 porções:
100g de arroz arbóreo de boa qualidade (mais ou menos 1 xícara)
1 xícara de chá de vinho branco seco
1 cubo de caldo de legumes, dissolvido em 2 xícaras de água fervente (mais ou menos)
1 cebola picada
azeite
50g de queijo parmesão
1 colher de chá de cúrcuma

Refogar a cebola no azeite, até que ela fique transparente. Juntar o arroz, mexendo sempre, até que ele também fique transparente. Juntar o vinho de uma só vez, mexendo de vez em quando. Quando o vinho for absorvido pelo arroz, juntar a cúrcuma e misturar bem. Começar a juntar o caldo de legumes aos poucos, mexendo sempre. Quando todo o caldo for absorvido, misturar o queijo parmesão ralado, misturar bem e servir imediatamente.


Esse risoto milanês foi servido com um salmão grelhado. Mas pode perfeitamente ser servido sozinho, como prato principal. no clima da segunda sem carne.



Coisa boa que é poder cozinhar ingredientes frescos. Ainda mais um ingrediente tão versátil como o salmão.
Ele pode ser consumido fresco, defumado, e mesmo congelado ele tem o seu valor.
Ele se adapta perfeitamente com pratos salgados e agri-doces. Nesse caso, com mel, gengibre e molho de soja. Outro segredo é o óleo de gergelim. para quem nunca usou, vale a pena testar! Rico em aromas, ajuda a perfumar qualquer prato!



Para 4 porções:
4 filés de salmão fresco
marinada:
1 colher de sopa de mel
1 colher de sopa de óleo de gergelim
1 colher de sopa de molho de soja
1 colher de chá de gengibre em pó

Misturar todos os ingredientes da marinada. Envolver bem os filés de salmão com essa mistura e deixar tomar gosto por 1h. Escorrer o salmão da marinada, grelhar numa panela antiaderente sem gordura extra, 2 minutos de cada lado. O mel ajuda a dar essa cor dourada, mas se demorar muito no fogo, pode queimar e ficar escuro demais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...