sábado, 30 de junho de 2012

30) Uma palavra que defina o verão e este desafio

30) Uma palavra que defina o verão e este desafio: partilha.

Além desta, já que acho que é muito pouco resumir em uma só, deixo mais duas antagônicas que parecem se adequar ao tema. introspecção x exposição.

Explico.

O desafio Amantes do Verão foi uma sequência de questões a serem respondidas com temas relacionados ao verão, onde cada pessoa dava uma interpretação o mais pessoal possível. Tudo isso partilhado com vocês. Várias questões bem pessoais foram respondidas, tornando a imagem da pessoa que vos escreve um pouco mais humana e mais acessível, saindo um pouco do lado impessoal de receitas e de dicas. Afinal a ideia do meu blog é primeiramente publicar meus pensamentos, dentre eles minhas aventuras culinárias. Por conta deste segundo item, encontrei várias pessoas que se tornaram tão queridas para mim como aquela vizinha querida com quem você vai tomar um café de tardezinha, levando um pedaço de bolo.

Isso é partilha. O que tem tudo a ver com um blog, onde as pessoas tem um espaço para mostrar suas ideias, opiniões e criações.

Para permitir isso, tive que atravessar as barreiras da introspecção, ou seja, refletir em vários momentos sobre mim mesma e minhas aventuras afim de tornar tudo isso público por meio do blog, ou seja, uma grande exposição.

Cada tema me permitiu de mergulhar na minha própria mente para achar a resposta mais adequada. E isso foi um exercício de memória, paciência, organização (postagens programadas para ficar em dia com tudo) que eu nem comento! As participantes devem entender...

E o verão com isso?

Segundo cientistas, psicólogos, psiquiatras, estudiosos ou curiosos metidos a entendidos, o verão é uma época de partilha necessária ao ser humano. No inverno, no frio, as pessoas se cobrem mais, se retraem, se fecham nelas mesmas, como que se guardando para se proteger. Mas isto é um ciclo e as pessoas não conseguem passar a vida inteira assim. Elas também precisam se mostrar, se socializar, partilhar, criar laços, se unir, e isso se torna possível com o verão, onde as pessoas absorvem a luz do sol e buscam mais contato com a natureza, com o ar livre. O que as torna mais susceptíveis de encontrar outras pessoas nas mesmas condições. O calor também nos obriga e nos vestir de forma leve, deixando mais partes do corpo expostas. Esta exposição também atrai o outro, e o contato pele com pele é possível.

Isso é partilha.

Aqui termina minha participação nas Amantes do Verão, que foi longa e cheia de surpresas para mim mesma. Deixo o meu muito obrigada a todos os que me visitaram, comentaram ou somente leram meus relatos, se sentindo tocados pelas minhas palavras.

Após o verão, a vida continua com outono, inverno, primavera... e a oportunidade de refletir sobre a vida não é questão de uma estação só, mas deve ser contínua.

Graças ao desafio voltei a escrever sobre mim, coisa que eu tinha parado há anos, sem conseguir retomar com assiduidade. Espero guardar um espaço e a prática para fazê-lo regularmente.


Sendo assim, até breve!

A imagem veio daqui.

4 comentários:

  1. Oi Kati,
    Adorei o texto e sua análise.
    Beijo,
    Vânia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, querida.
      Faz tão bem escrever, que às vezes eu me empolgo...
      Beijos

      Excluir
  2. Kati, gostei da tua análise deste desfio, porque neste teu texto, está sintetizado tudo aquilo que nos aconteceu! :)
    Beijinhos e até breve.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Manuela.
      Eu também gostei bastante de olhar seus comentário sobre as amantes do verão, quando você fazia um resumo das publicações.
      Beijos

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...