sábado, 30 de junho de 2012

Canapés de salmão com creme de endro

Salmão é um produto indispensável na culinária do norte da Europa. Com mares extensos e terras cobertas de neve uma boa parte do ano, fica difícil criar gado. Os peixes são então, muito bem-vindos.

Bacalhau, arenque, enguia, carapau, salmão, truta e diferentes peixes brancos são abundantes por lá, sendo objeto de exportação. Além dos crustáceos que também são muito consumidos.


A erva aromática que se casa melhor com o salmão é endro (aneto ou dill), sendo muito usada na Suécia e nos países nórdicos. Fresca ou seca, ela aromatiza diversas receitas, como saladas, peixes, carnes e molhos. Seus grãos aromatizam licores e geleias.

Ela também traz enormes benefícios para a saúde, tendo propriedades digestivas, antiespasmódica, diurética, anti-inflamatória, calmante, entre outras. Em infusão, o endro é um excelente estimulante do sistema digestivo. Mais informações, Wikipédia.

Para a minha entrada do jantar sueco, eu usei:

pão sueco
salmão defumado
creme de leite
limão espremido
endro fresco picadinho
pimenta do reino (o salmão já é salgado o suficiente, não usei mais sal no molho)
pepino

Misturei todos os ingredientes do molho, arrumei as torradas com pão sueco, meia fatia de salmão, arrumei um pouco do molho por cima, alguns pedaços de pepino e um raminho de endro para enfeitar.


O jantar segue com:
Pyttipana
Sopa de frutas vermelhas e sorvete de baunilha.

Mais informações sobre a Suécia em comidas, ver este post aqui.

5 comentários:

  1. Olá Kati,
    Mais um agradável prato da cozinha sueca, os pratos de salmão são variados e deliciosos na cozinha sueca, faço alguns. este salmão com creme de endro ficou muito apetitoso adoro endro, dill.
    Beijo,
    Vânia

    ResponderExcluir
  2. Gosto de conhecer sabores novos. O meu habitual salmão é bem diferente desse prato suíço e nunca provei endro. Fiquei super curiosa para sentir esse palato. Cheio de predicados, é impossível não querer essa erva em nossa cozinha. Muito bom o post, com um prato delicioso e informações maravilhosas. =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Andréa, eu também não conhecia. A principio achei que era parecido com funcho, ou raiz de erva-doce, pelo formato das folhas, meio uma penugem. Mas não, o gosto é forte, marcante, e não tem nada de erva-doce (ainda bem, porque eu não gosto da dita cuja). Quando eu provei, senti que nunca tinha comido aquilo, e corri pro supermercado mais próximo e agora lá está ela no meu armário de ervas e especiarias. Acho que vale a pena provar.
      Beijos

      Excluir
  3. Olá Kati !
    Que optima entrada . Está lindo e saudavel !
    Uauuuu.
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  4. Oi Kati. Estes canapés ficaram lindos!!

    Um abraço, Fabiana.
    http://sabornoprato.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...