sábado, 21 de julho de 2012

Magret de pato ao molho de laranja - canard à l'orange

Mais um clássico da culinária francesa que eu trago aqui. Desta vez, não fiz com o pato inteiro, mas somente com o peito, ou o magret. Já falei sobre o uso do pato na culinária, principalmente francesa, como ingrediente nobre. Desta vez, passo à prática.

O canard à l'orange é uma das mais clássicas receitas usando carne de pato, embora esteja meio fora de moda hoje em dia. Quase não o encontramos nos restaurantes, apesar de ser delicioso. Uma pena. Resolvi fazer em casa. Encontrei uma boa promoção de magret de pato, e resolvi fazer no fim de semana.

Vi várias receitas, umas que marinavam o pato no suco de laranja com outros ingredientes, outros que faziam o molho separado, outros que usavam as raspas também. Me inspirei nesta daqui, da Stefânia, de Brasília, no seu blog Com uma pitada de açúcar, e em outras receitas e ideias encontradas nos sites de culinária.



Usei para a marinada:
1 peito (magret) de pato
suco de 3 laranjas (uns 250mL)
uma colher de sopa de vinagre de framboesa
duas colheres de sopa de molho de soja (não usei mais sal)
pimenta do reino
uma pitada de gengibre em po

Outros ingredientes:
1 laranja orgânica
1 cálice de vinho do porto


Colocar numa vasilha o pato e os ingredientes da marinada. Deixar marinando durante uma noite inteira. Retirar as raspas da laranja com o descascador de legumes, somente a parte laranja. Cortar em palitos finos (em julienne). Levar ao fogo numa panela com água e deixar ferver. Escorrer. Repetir o processo (o branqueamento) 3 vezes. Reservar as raspas.

Na hora de preparar, cortar a gordura do peito em quadrados (somente o lado da gordura), e levar ao fogo numa panela (usei grelha) bem quente. Cortar a gordura do pato ajuda a derreter a gordura, que você vai descartar à medida que ela derrete


Eu aproveitei a panela quente e ligeiramente melada na gordura do pato (que é muito saborosa) e grelhei fatias de abobrinha, que foram o acompanhamento do pato.
Deixar o pato 7 minutos do lado da gordura, virar e deixar 3 minutos do outro lado. Baixar o fogo e deixar cozinhar até o ponto desejado (come-se normalmente ao ponto, mas eu prefiro mais bem passado, então passo de novo rapidamente na grelha as fatias depois de cortadas). Neste momento, juntar o vinho do porto e deixar evaporar até reduzir um pouco. Juntar a marinada, retirar o pato e deixar reduzir em fogo alto. Juntar as raspas de laranja reservadas.
Retirar a parte branca da laranja, cortar em rodelas e arrumar num prato.

Fatiar o magret e servir com as rodelas de abobrinha e de laranja, com o molho por cima.



A carne ficou muito saborosa e macia. O molho de laranja ficou excelente, e combinou direitinho com a carne, que se presta muito bem ao agri-doce.
Ainda sobrou um pouco de molho, que eu usei em outro magret de canard, servido com pêssegos.

5 comentários:

  1. Oi Kati,
    A carne de pato é muito agradável, pena não se encontrar facilmente no Nordeste.
    O peito do pato ficou apetitoso, adoraria saborear 2 fatias, quando encontrar à venda vou fazer esta receita.
    Beijo,
    Vânia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vânia
      é verdade, no nordeste é difícil, mas acho que no interior ainda se encontra. Vi uma vez num supermercado, o pato inteiro, mas estava caríssimo!
      Beijos

      Excluir
  2. Olá,

    Adoro Magret de Canard, o teu deve ter ficado delicioso, vou levar a tua receita.

    beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana Paula
      carne de pato é muito saborosa... e combina bem com frutas.
      Beijos

      Excluir
  3. La carne grasa de pato queda perfectamente combinada con la frescura de la naranja.
    Besos.
    Blanca de
    JUEGO DE SABORES

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...