quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Tartiflette

Voltando para os clássicos da gastronomia francesa, apresento a vocês a tartiflette.

A tartiflette é um gratinado de batatas típico do inverno nos Alpes, da região da Savoie. Prato único, feito com camadas de batata em rodelas, pedacinhos de bacon e cebolas num molho branco com creme de leite e uma dose de vinho branco, que confere um sabor e um aroma deliciosos ao prato. Por cima, um queijo de aroma forte, cremoso e com uma casquinha que se torna crocante ao ser levado ao forno, o Reblochon.

Receita tradicional dos esportes de inverno, que as pessoas se deliciam nos chalés, de frente à lareira, após um dia de esqui na neve. Nada melhor que um bom prato bem quentinho e cheio de energia para confortar o corpo cansado e recuperar as forças para o dia seguinte. E para quem não está nas montanhas, um dia de frio é o suficiente como desculpa para fazer o prato. O cheirinho no forno é de abrir o apetite!



A preparação é das mais simples, neste caso para 4 porções. A receita (ingredientes e quantidades) veio daqui. Acompanhe:

1,2kg de batatas (escolher batatas firmes)
2 cebola grandes
200g de bacon defumado em cubos
2 colheres de sopa de creme de leite
100mL de vinho branco seco
1 queijo Reblochon (450g)
1 dente de alho
1 colher de sopa de manteiga
sal e pimenta do reino

Descascar e cortar as batatas as rodelas de 0,5cm de espessura. Cozinhá-las numa panela grande com bastante água e uma pitada de sal (ou no vapor) por 10 minutos apos a fervura, ou até que elas fiquem macias, mas ainda bem firmes. Escorrer e reservar.
Cortar a cebola em rodelas finas. Numa panela quente, colocar o bacon em cubos e deixar refogar na sua própria gordura. Quando ele estiver dourado, juntar a cebola e deixar mais alguns minutos. 
Preaquecer o forno a 180°.
Untar uma travessa que possa ir ao forno com um pouco de manteiga, esfregar o fundo da travessa com o alho cortado ao meio.
Cobrir o fundo da travessa com a metade das batatas. Colocar por cima um pouco de sal e de pimenta do reino. Fazer uma camada com a metade da mistura bacon e cebola e juntar uma colher de creme de leite. Juntar a outra metade das batatas. Mais um pouco de sal e pimenta do reino. Outra camada de creme bacon e cebola, mais uma colher de creme de leite.
Cortar o queijo em dois na altura, formando duas metades redondas. Corta cada metade em dois e colocar na travessa, com o cuidado de deixar a crosta do queijo para cima.
Regar com o vinho branco.



Levar ao forno por 15-20 minutos para gratinar. O queijo deve ficar dourado por cima, sem queimar, e derretido por baixo. Lembrar que todos os ingredientes já estão cozidos.


Servir com uma salada verde (para a consciência).

Variantes:
O vinho é opcional, mas o aroma e o sabor característico se perdem um pouco se ele faltar.
O bacon pode ser substituído por salmão defumado ou presunto ou frango em cubos.
Na falta de Reblochon, usar um camembert cortado da mesma forma, ou queijo muçarela com um bom parmesão ralado por cima (para dourar), misturado com um pouco de farinha de rosca.

Com essas variantes, a receita deixa de ser tartiflette, mas é igualmente deliciosa.

Se tiver um vinho tinto para servir com a tartiflette, a noite fica melhor ainda!

26 comentários:

  1. Que delicia de aspecto eu já almoçava.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esta eu fiz para o fim de semana. Acabou-se rapidinho!
      Se ainda tivesse um pouco, seria um bom almoço.
      Beijos

      Excluir
  2. Ai que delícia e que vontade de comer q me deu!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Imagina o cheirinho que fica pela casa...
      =)

      Excluir
  3. Nossa!! Minha amiga que coisa mais deliciosa..
    Hummmmmmm tudo de gostoso e mais um pouco em?
    Esse queijo eu nunca vi, mas pela carinha deve ser bom né?
    Eita dilícia..

    Adorei, acho que vou e experimentar srsr
    Beijinhos e um dia mega lindo viu?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sheila, deve ser dificil de achar este queijo. Se não encontrar, usa muçarela com parmesão por cima para dourar, e se quiser jogar um pouquinho de farinha de rosca para ficar crocante, pode botar. Ou então um pouco de provolone, para dar um cheiro mais forte...
      Beijos

      Excluir
  4. Hummmmm...j'ai fait une la semaine dernier une délice!

    la tien à un excellent aspect!

    Bisous

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oui, c'est la recette d'hiver par excelence!
      Bisous

      Excluir
  5. Hummmm, parece que fica tão gostoso!!

    Abraços, Fabiana.

    ResponderExcluir
  6. Kati que prato lindo e deve ser delicioso
    beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá Kati,
    Essa receita certamente fará sucesso aqui em casa pois é deliciosa, gostei muito da receita.
    Beijo,
    Vânia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vânia, a receita é um sucesso geral. Um pouco calórica, mas uma vez de vez em quando não tem problema.
      Beijos

      Excluir
  8. Olá Kati
    Simplesmente fantástica esta receita!
    Fiquei literalmente a babar em frente ao acrã, irei experimentar de certeza absoluta!!
    Beijinho

    ResponderExcluir
  9. Kati que receita maravilhosa amiga, adorei, super diferente, e com certeza deliciosa, adoro batatas, e queijo. Sensacional, um belo prato. Bjocas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Batata, queijo e inverno combinam bem, né?
      Beijos, Josy!

      Excluir
  10. Kati é por isso que adoro a gastronomia francesa, sempre usam molhos deliciosos nas preparações. Adorei esse prato molho branco e batatas combinam muito bem e realmente aquece no frio. Ingredientes simples para um prato que fica sofisticado.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marta, este molho é bom, o vinho branco dá um sabor incrível! Pois é, a regra numero 1 da minha cozinha é praticidade.
      Beijos

      Excluir
  11. Tem um aspecto delicioso!!! Tenho de experimentar :)

    beijos

    ResponderExcluir
  12. Tem um aspecto delicioso!! Tenho de experimentar :)

    beijinhos

    ResponderExcluir
  13. Ai que coisa tão boa!

    Já comi essas batatas uma vez na Suíça, são divinas!

    Vontade louca de seguir sua receita, mas acho difícil por causa do queijo, vou ver se acho algo que se adapte,

    Grande abraço,
    Renata

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Renata, querida!
      Essas batatas lembram inverno, montanhas, frio, logo, Alpes e Suíça! heheh
      Se achar um queijinho interessante, vá em frente. Depois me conte!
      Beijão!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...