segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Arroz cantonês ou arroz frito

Para BC da Sheila, Sabores de A ao Z, a letra de hoje é X! E qual o pais com X? Não tem.

Então eu adaptei a minha receita para um pais chamado Xina. Espero que compreendam a brincadeira, mas hoje eu não vou inventar um país com a letra X, vou somente falar da China, que eu carinhosamente apelido de Xina. Somente por hoje, hein?

A receita é tradicional chinesa, o famoso Arroz Cantonês, conhecido popularmente como Arroz Frito. E ele é tão popular que acabou virando bagunça, um arroz frito com qualquer coisa e fica ao gosto do cliente. Mas na verdade ele tem uma história (peguei neste site aqui).

O arroz frito, dito arroz cantonês, é tradicionalmente servido na China no final dos grandes banquetes. Para a minha surpresa, a tradição manda recusá-lo, dizendo "Pu Hao", literalmente "não tem mais espaço", ou polidamente "estou satisfeito". Dizem que este prato só seria consumido por verdadeiros "bárbaros" das tradições à mesa.


Ele serviria então para o dia seguinte, como refeição leve e equilibrada. Equilibrada? Sim, porque ele representa, na culinária chinesa, a aplicação dos 5 elementos, tanto nas cores, quando na textura e no cozimento.

O negro dos cogumelos representa a água (Shui), o inverno, o Grande Yin, o Norte, os ossos e as articulações. Os cogumelos negros são mergulhados em água salgada e cozidos lentamente, e apresentam uma textura lisa.

O verde das ervilhas (ou outro legume verde) representa os Bosques (Mu), a primavera, o Pequeno Yang, os músculos e os tendões. Elas são fritas por alguns instantes no óleo (cozimento pela madeira / vegetal) e continuam crocantes.

O vermelho das salsichas ou do presunto representa o Fogo (Huo), o verão, o Grande Yang, a circulação e a termorregulação. O presunto ou a salsicha é grelhado por alguns minutos e é "carnudo".

O amarelo da omelete representa a Terra (Tu), o centro, a quinta estação (o fim do verão), os órgãos, a nutrição e o equilíbrio. Ela é cozida num recipiente de terra (barro) e é suavemente perfumado.

O branco do arroz representa o Metal (Jin), o outono, o Pequeno Yin, a respiração e o olfato. Ele é cozido num recipiente de metal tampado e deve estar ainda firme.

Mas, infelizmente, os donos de restaurantes asiáticos observaram que os clientes ocidentais deixam os pedacinhos de cogumelo negro no cantinho do prato, e deixaram de utilizá-los para que eles não terminem no lixo.

Eu fiz o meu com cogumelos negros, que eu adoro.

Usei:
arroz cozido no dobro do seu volume de água
salsichas (usei umas chinesas, pode ser salsicha normal ou cubos de presunto cozido)
ervilhas (melhor usar frescas congeladas, eu não achei, então usei a de lata)
cogumelos negros fatiados
ovos
óleo
molho de soja, molho de ostra

Cozinhar o arroz na água fervente. Aferventar as salsichas por alguns minutos e cortá-las em rodelas. Hidratar os cogumelos em água fervente por alguns minutos e fatiá-los. Bater os ovos numa tigela.
Numa panela grande, tipo wok, fritar os ovos com um pouco de óleo, mexendo para que se quebrem, mas sem deixar cozinhar muito. Temperar com o molho de soja e o molho de ostra. Reservar. Colocar as rodelas de salsicha para dourar, sem acrescentar gordura na panela. Juntar os cogumelos, deixar alguns minutos, mexendo sempre. Depois, juntar as ervilhas. Misturar tudo, colocar os ovos de volta. Juntar o arroz já cozido e misturar delicadamente. Servir em seguida.



Esta foi a minha participação na edição especial da BC Sabores de A ao Z, da minha querida Sheila.

26 comentários:

  1. Bom dia Kati,
    Gostei muito de conhecer melhor esta receita tradicional chinesa, o Arroz Cantonês, a explicação do significado de cada ingrediente foi muito didática, obrigada, é uma receita deliciosa e muito nutritiva.
    Beijo, uma ótima e proveitosa semana,
    Vânia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vânia,
      achei interessante estes comentários sobre o arros cantonês, e resolvi compartilhar.
      Beijos e boa semana!

      Excluir
  2. Oi! Adorei saber a história deste arroz! obrigad por partilhares! O teu arroz também ficou com um ar delicioso!
    beijinhos
    paula

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paula,
      adoro conhecer a história dos pratos, sempre que posso, publico algo aqui.
      Beijos

      Excluir
  3. Que delícia esta receita, parece bem apetitosa. Estou adorando esta BC!

    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tássia, eu também adoro! Eu viajo junto com a BC a cada vez.
      Beijos

      Excluir
  4. Bom dia Kati!
    O seu arroz ficou com um visual delicioso! Eu gosto muito de fazer este prato, principalmente para aproveitar as sobras de arroz.
    Beijos e ótima semana,
    Oslaine

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oslaine, sim, é uma boa ocasião para usar aquele arroz de ontem.
      Beijos

      Excluir
  5. Ficou lindo eu ia gostar,seria um otimo almoço.
    bjs

    ResponderExcluir
  6. Olá Kati,
    amo arroz temperado e feito assim melhor ainda, ficou
    lindo e irresistível!

    Beijos, ótima semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Andréa,
      o arroz bem incrementado é bem melhor, né?
      Beijos

      Excluir
  7. Olá
    Adorei conhecer a história :) ficou com um aspecto maravilhoso!

    Beijinhos,
    Marisa
    http://sweetmykitchen.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  8. Que arroz delicioso :)
    Adorei a história! Estranho deixarem de lado, normalmente toda a gente gosta de cogumelos! (Eu acho que sou a unica pessoa que conheço que não sente particular interesse por eles)
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Joana!
      Quando eu era pequena também não gostava de cogumelos. Hoje em dia eu adoro!
      Acho os cogumelos negros um pouco diferente dos outros na textura, eles são crocantes. Não sei porque eles desapareceram do arroz cantonês ocidental, mas eu gosto bastante quando eles estão presentes.
      Beijos

      Excluir
  9. Lindo y muy bien hecho me encanta una verdadera delicia,abrazos y abrazos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rosita,
      obrigada pela visita e pelo comentário. Sinta-se em casa aqui no blog.
      Beijos

      Excluir
  10. Que arroz lindo, não conhecia a historia. Boa semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, obrigada pela visita!
      Fique à vontade aqui no blog.
      Beijos

      Excluir
  11. Bom dia minha amiga..
    Olha só.. esses dias eu estava de férias, e meu tempo ficou maluco, voltando hoje pra trabalhar e estou toda perdida ainda srsr
    Posso te falar a verdade?
    Eu amei!!
    Amei o modo como aceitou a brincadeira.. amei o carinho que teve em fazer essa receitinha que está de comer com os olhos..
    Eu nunca na minha vidinha experimentei essa delícia, mas depois desse post com certeza será um prato que farei em breve..
    A história é linda..
    E você a colocou aqui com muita riqueza..
    Kati como sempre ficou perfeito.. lindo.. apetitoso..

    Não tem problema algum de ter se perdido de nós rrsr
    O importante é esse carinho lindo que tens.. isso me deixa feliz por demais..

    Olha essa BC está chegando ao fim, mas pra mim ela tem um sabor muito especial, e terá pra sempre.. Foi a primeira BC do "Cozinha de Mulher" e através dela eu conheci pessoas que de uma forma linda passaram a fazer parte da minha vida de verdade.. então eu só terei boas recordações a guardar...
    Já está deixando um gostinho de saudade.. mas uma saudade gostosa de viagens inesquecíveis que fizemos pelo mundo..
    Bom demais da conta..
    E eu fico feliz por demais por você ter aceitado de coração aberto a BC..
    Um beijo minha linda e que seu dia seja mais que especial..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sheila,
      eu descobri que não li direito a explicação sobre as letras X e W, acabei fazendo na minha ordem, que por sinal estava invertida. Mas não tem problema, como você mesma disse, o importante é participar. E isso, minha querida, pode ter certeza que eu vou fazer!
      Já falei que adoro esta BC, que acho muito boa a ideia de provar pratos que a gente nunca conheceria, estando no conforto dos nossos lares. Mas internet existe para isso, a gente pega uma receita aqui, outra ali, adapta aos nossos ingredientes, e come imaginando que a gente foi para outro país! Quer coisa melhor? Viajar sem sair de casa? Basta me convidar que eu vou!
      Eu já comecei a preparar algo pra semana que vem (letra W). Estando na ordem ou não, vou publicar!
      Beijo bem grande, e até a próxima viagem!

      Excluir
  12. Kati que maravilha de arroz eu adorei e gostei muito do post
    beijos

    ResponderExcluir
  13. Ah, que legal,
    Adoro comida com história!

    Aqui acho que eles avacalharam um pouco a coisa, pois arroz frito de restaurante chinês vem com as coisas mais variadas dentro, é muito engraçado...rsss

    Mas eu prefiro este seu, aliás eu digo que não deixaria os cogumelos no canto do prato de jeito nenhum, claro que não!

    Grande abraço,
    Fique bem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Renata, eu também adoro saber as histórias das coisas!
      Pois é, qualquer arroz salteado é arroz frito. Os cogumelos foram abandonados, mas vamos tentar trazê-los de volta!
      =)
      Beijos

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...